Para Calmon, retirar poder de investigação do Ministério Público é trágico

102

Ministra afirma que a PEC 37 segue em movimento contrário às ações contra a improbidade

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Eliana Calmon disse, nesta segunda-feira (22), que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37/11 que retira o poder do Ministério Público de fazer investigações criminais vai na contramão das medidas atuais de combate à corrupção.

“Retirar o poder de investigação do Ministério Público seria trágico”, disse a ministra, que ganhou notoriedade ao combater a corrupção no Judiciário e defender o poder do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de investigar diretamente juízes acusados de irregularidades, quando ocupou o cargo de corregedora nacional de Justiça. “A PEC vai em movimento contrário a tudo o que a nação vem fazendo para acelerar o controle de atos de improbidade”.

Fonte: Conamp