Realizada a primeira reunião da comissão de mulheres da Conamp; Anita Bethania representa a APMP

31

Na quarta-feira (12), na sede da Conamp, em Brasília, foi realizada a primeira reunião da comissão de mulheres da entidade. A reunião foi presidida por Victor Hugo, presidente da Conamp, e também contou com a participação de vários presidentes das associações afiliadas. A representante da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP), foi a promotora de Justiça, Anita Bethania Silva da Rocha.

Dominou a pauta o debate sobre a organização e a rotina dos trabalhos da comissão. Nayani Kelly Garcia, indicada pela Associação Paranaense do MP, foi eleita coordenadora. Nos cargos de subcoordenadora e secretária, foram eleitas Elisamara Sigles Vodonos Portela, indicada pela Associação do MP de Mato Grosso, e Luciana Cristina Giannasi, indicada pela Associação Mineira do MP, respectivamente.

“Orgulho-me por estar participando de uma iniciativa inédita e histórica da Conamp, na companhia de mulheres competentes e inspiradoras de todo o MP brasileiro, que também compõem a comissão. A Conamp tem um relevante papel na modificação e evolução social, e acredito que a comissão beneficiará não só promotoras e procuradoras, mas todas as mulheres”, afirmou Nayani.

Foi definido ainda, por unanimidade, pelas integrantes da comissão, que o objetivo do grupo é valorizar as mulheres do Ministério Público Brasileiro; propor ideias e estratégias pela garantia da representatividade e igualdade institucional e associativa; e acompanhar processos legislativos de interesse da classe ou que afetem diretamente direitos fundamentais das mulheres.

“Esta comissão de mulheres integra um conjunto de ações que tem o objetivo de acabar com qualquer resquício de preconceito e discriminação, bem como concretizar o princípio da igualdade, alicerce da sociedade projetada pela Constituição Federal para a nação brasileira, também no âmbito do Ministério Público”, disse o presidente da Conamp.

Confira a composição da comissão de mulheres da Conamp:

Acre:
Joana D”Arc Dias Martins (titular)
Vanessa de Macedo Muniz (suplente)

Bahia:
Aurivana Curvelo de Jesus Braga (titular)

Ceará:
Lidúina Maria de Sousa (titular)

Espírito Santo:
Catarina Cecin Gazele (titular)
Sueli Lima e Silva (suplente)

Goiás:
Fernanda Balbinot (titular)
Patrícia Otoni Pereira (suplente)

Minas Gerais:
Luciana Cristina Giannasi (titular)

Mato Grosso:
Elisamara Sigles Vodonos Portela (Titular)
Marcelle Rodrigues da Costa Faria (Suplente)
Alessandra Gonçalves da Silva Godoi (Suplente)

Paraíba:
Anita Betânia Silva (titular)

Pernambuco:
Maria Ivana Botelho Vieira da Silva (titular)
Maísa Silva Melo de Oliveira (suplente)

Paraná:
Nayani Kelly Garcia (titular)
Mariana Dias Mariano (suplente)

Rio Grande do Norte:
Gilcilene da Costa de Souza

Rondônia:
Tania Garcia Santiago (titular)

Rio Grande do Sul:
Martha Silva Beltrame (titular)
Karina Cabeda Bussmann (suplente)

Santa Catarina:
Sonia Groisman Piardi (titular)

São Paulo:
Maria Gabriela Manssur (titular)

Tocantins:
Flávia Souza Rodrigues (titular)
Jacqueline Orofino da Silva Zago de Oliveira (suplente)

Fonte: Conamp




Deixe uma resposta