Busca

prédio das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Difusos da Capital é inaugurado

Solenidade realizada nessa sexta-feira (31) marcou a inauguração da reforma, recuperação, reordenamento e modernização da infraestrutura do prédio das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Difusos da Capital (antigo 1º Caop). Servidores, procuradores e promotores de Justiça prestigiaram o evento, com a presença da administração superior da instituição.

Após o descerramento das placas de inauguração, foi formada a mesa solene no auditório do prédio, presidida pelo procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, e composta pelos procuradores de Justiça José Raimundo de Lima (segundo-subprocurador-geral) e Alcides Jansen (corregedor-geral); e pelos promotores de Justiça Leonardo Pereira de Assis (coordenador das Promotorias de João Pessoa), Carlos Romero Lauria Paulo Neto (secretário-geral), Aacute;drio Nobre Leite (secretário de Planejamento e Gestão) e Francisco Seráphico da Nóbrega (presidente da Associação Paraibana do Ministério Público ndash; APMP).

“Estamos hoje celebrando esta significativa reestruturação deste edifício, refletindo o espíritodesta atual gestão, de melhor acomodar e atender os promotores e a população”, discursou o promotor Leonardo Pereira, ressaltando: “O Ministério Público incorpora há muito tempo ser um agente público de fazer o melhor para servir o público. E esta é uma gestão que se preocupa em atender da melhor forma o cidadão, fazendo com que o promotor não se sinta abandonado”.

Em seguida, discursou o procurador José Raimundo, apontando a importância do Ministério Público brasileiro, que tem como maior missão o atendimentos às necessidades dos mais desvalidos, dos mais pobres e daqueles que buscam Justiça. “E a atual gestão tem prezado por isso. Além de que procurador Bertrand tem procurado atender a todas as solicitações dos promotores, dando-lhes melhores condições de trabalho”, disse.

“Nosso compromisso com a modernização da instituição é inadiável”, avisou o procurador-geral Bertrand Asfora em seu discurso, fazendo alusão às dificuldades orçamentárias a serem enfrentadas pela instituição. “Pois é a sociedade que nos move e nosso compromisso é com a dona Maria e o seu José. O Ministério Público não arreda o pé do seu compromisso de atender bem a população. A reforma neste préduio é uma reforma simples, mas emblemática”, completou Bertrand.

O prédio inaugurado, localizado à Rua Rodrigues Chaves, 65, no Centro de João Pessoa (vizinho ao Hotel JR), abriga agora as Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde, do Meio Ambiente, da Educação e do Patrimônio Social; além do projeto #39;Nome Legal#39;; e dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias (Caops) da Educação e Cível e Família.

Atuarão no “novo prédio” os promotores de Justiça Maria das Graças Azevedo (Saúde), Jovana Tabosa (Saúde), João Geraldo Carneiro (Patrimônio Social), José Farias de Souza Filho (Meio Ambiente), Ana Raquel Lima Beltrão (Educação), Ana Carolina Coutinho Cavalcanti (Educação), Luiz Nicomedes Figueiredo Neto (Educação), Alessandro Siqueira (Patrimônio Público), Gardênia Cirne de Almeida Galdino (Patrimônio Público) e Ricardo Alex Almeida Lins (Patrimônio Público).

O prédio também será o espaço de trabalho dos promotores de Justiça que atuam no Caop Cível e Família e no Projeto Nome Legal: Paula Camilo Amorim, Alexandre Jorge do Amaral Nóbrega, Antônio Hortêncio Rocha Neto, Cristiana Ferreira Vasconcelos, Dulcerita Soares Alves de Carvalho, Flávio Wanderley Vasconcelos, Gláucia Maria Carvalho Xavier, Herbert Vitório Serafim de Carvalho, João Benjamin Neto, João Geraldo Carneiro Barbosa, Maria de Lourdes Bezerra, Renata Luz, Rodrigo Pires de Sá e Sônia Maria de Paula Maia.

Fonte: MPPB

Veja também ...