Busca

Meio Ambiente é discutido em Congresso Nacional do MP em Belém

A polêmica em torno da construção da Usina Hidrelétrica de Belo foi tema da palestra do Procurador de Justiça do Estado do Pará, Felício Pontes, nesta sexta-feira (25 de novembro), durante o XIX Congresso Nacional do Ministério Público. Felício defendeu a paralisação imediata das obras que, segundo ele, causarão prejuízos ambientais e financeiros incalculáveis, já que a obra orçada inicialmente em R$ 26bi tem seu custo elevado a cada nova atualização das previsões.
 src=

Segundo ele, atualmente chega a R$ 40 bi conforme os empreiteiros responsáveis pela construção e conclamou a todos os membros do Ministério Público a fiscalizarem e cobrarem explicações sobre diversos pontos que estão obscuros em torno da obra. Felício apresentou também, um vídeo gravado em outubro deste ano por diversos artistas de nível nacional que buscam conscientizar a população para as supostas irregularidades que rondam a construção da hidrelétrica.
 src=
Já o químico alemão Michael Braungart, apresentou alternativas para o descarte de substancias e organismos na natureza. Sua teoria denominada

Veja também ...