Busca

Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF

Presidente da CONAMP participa da solenidade de posse do Ministro Joaquim Barbosa como presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça.

A posse do Ministro Joaquim Barbosa na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi realizada nesta quinta-feira (22). Durante a solenidade, tomou posse no cargo de vice-presidente da Suprema Corte o Ministro Ricardo Lewandowski. O presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), César Mattar Jr., o ex-presidente da entidade Achiles Siquara, o presidente da Associação Mineira do Ministério Público (AMMP), Nedens Ulisses Vieira e o procurador de Justiça na Bahia Lidivaldo Reaiche Brito acompanharam a solenidade.

Em razão da aposentadoria de Ayres Britto, que completou 70 anos no último domingo (18), Barbosa assumiu interinamente a presidência do Supremo na segunda (19). Na quarta (21),comandou pela primeira vez uma sessão de julgamento do processo do mensalão, do qual é relator. “Nesta casa são discutidas cada vez mais questões cruciais de interesse da vida do cidadão brasileiro. E isso é muito bom”, disse o novo presidente do STF, durante a cerimônia.

Barbosa disse que o Brasil é país em franca e constante evolução, e que passou a ingressar em um grupo seleto de nações respeitadas. O Ministro considerou ainda que não se pode falar em instituições sólidas sem falar no elemento humano que as impulsiona. Para ele, ficou no passado a figura do juiz que se mantém distante e indiferente, alheio, aos valores e anseios da sociedade em que está inserido.

Durante a solenidade, o Ministro Luiz Fux fez pronunciamento, em nome da Corte. Fux afirmou que Joaquim Barbosa deu uma “profícua contribuição para a construção de uma Suprema Corte de vanguarda”. Luiz Fux elogiou Lewandowski e homenageou ao ex-presidente Ayres Britto.

Entre as autoridades presentes estavam a presidente da República, Dilma Rousseff, o presidente do Senado Federal, José Sarney, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, e o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel.

Fonte: com informações do G1 e Correio Braziliense

Veja também ...