Comissão das Mulheres realiza atividades em Brasília, Dulcerita Alves representa a Paraíba

122

Integrantes da Comissão de Mulheres da Conamp estiveram mobilizadas em Brasília nesta semana. Na quarta-feira (27), foi realizada a 2ª reunião ordinária da comissão, e, além disso, aconteceram reuniões com parlamentares que participam da bancada feminina da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. A promotora de Justiça, Dulcerita Alves, representou a Paraíba na reunião.

Foram contatas as deputadas Aline Gurgel (PRB-AP), Leandre (PV-PR), Marília Arraes (PT-PE), Natália Bonavides (PT-RN), Soraya Santos (PR-RJ), Tabata Amaral (PDT-SP); e as senadoras Maria do Carmo Alves (DEM-SE) e Rose de Freitas (PODE-ES).

Este foi um primeiro momento de aproximação da comissão com o parlamento. Todas as parlamentares elogiaram a iniciativa da criação da comissão e ressaltaram a importância deste movimento em prol das mulheres. Afirmaram que há espaço para contribuição do grupo com parlamento em audiências públicas, seminários, proposições legislativas, entre outros.

A comissão recebeu ainda uma homenagem à CONAMP feita pela deputada Aline Gurgel – uma certificação de reconhecimento pelo trabalho realizado em prol das mulheres amapaense.

2ª reunião da comissão

A pauta principal da 2ª reunião da comissão  foi o desenvolvimento de estratégias para ampliar a maior participação feminina no movimento associativo. O presidente da Conamp, Victor Hugo Azevedo, e presidentes de associações estaduais participaram do encontro. A secretária de Direitos Humanos e Defesa Coletiva do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Ivana Farina, também esteve presente.

A comissão acompanha a série de conferências regionais de Promotoras e Procuradoras de Justiça dos Ministérios Públicos Estaduais, organizadas pelo CNMP. Há expectativa de que, ao fim da série de encontros, seja criado um novo ambiente favorável à ampliação da representatividade feminina no MP e nas associações.

A comissão discutiu ainda estratégias de fomento à criação de diretorias de mulheres em todas as associações estaduais para uma maior participação das mulheres na vida associativa; paridade de gênero em cargos e funções de chefia; o impacto da reforma da previdência (PEC 06/19) nos direitos das mulheres; e a realização de atividades específicas em eventos associativos.

“Para isso, pensou-se numa pesquisa nacional sobre quais seriam os interesses das associadas em cada Estado para que houvesse um direcionamento das ações de forma mais efetiva; apresentou-se proposta para a maior participação feminina nos eventos esportivos, tais como a Corrida do MP que ocorrerá em São Luiz, dia 23 de junho e a corrida das Mulheres, em São Paulo, dia 25 de agosto; viabilidade da criação de Comissões das Mulheres ou de Diretoria da Mulher nas associações de cada Estado”, explicou Dulcerita Alves.

Conferência regional

Nesta sexta-feira (29) começa a 2ª Conferência Regional de Promotoras e Procuradoras de Justiça, em Salvador. O evento também acontece neste sábado (30) e tem como pautas os principais desafios da carreira ministerial para as mulheres do MP.

Com informações da Conamp




Deixe uma resposta