Busca

Audiência discute soluções para a superlotação no Hospital de Trauma de CG

A falta de consenso de ordem financeira está retardando a formalização de um acordo entre as Secretarias estadual e municipal de Saúde e dirigentes do Hospital Pedro I, de Campina Grande, que tem por finalidade minimizar a superlotação do Hospital de Trauma Dom Luís Gonzaga Fernandes e, por tabela, ajudar a sanear as dificuldades de funcionamento atualmente enfrentadas pelo Hospital de Trauma.

Durante a segunda audiência para tratar da questão, realizada nesta quarta-feira (22), pelo Ministério Público, o Estado ofereceu, por intermédio do Secretário de Saúde, Waldson Dias de Souza, ao Pedro I para fechar a parceria no âmbito da ortopedia uma equipe de profissionais da área, enquanto a contrapartida do hospital seria suas instalações físicas e seus equipamentos e, como recompensa, receberia do Sistema

Veja também ...