Busca

APMP realiza debate com os seis candidatos a PGJ

A Associação Paraibana do Ministério Público (APMP) realizou na manhã da sexta-feira (24) o lsquo;1º Debate Entre Candidatos ao Cargo de Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB)’. O evento foi acompanhado por membros da instituição (procuradores e promotores de Justiça), que estiveram presentes à sede campestre da APMP (Granja dos Promotores), localizada em João Pessoa.

Participaram do debate os seis candidatos que disputam a eleição para a lista tríplice de nomeação do procurador-geral de Justiça do MPPB para o biênio 2015/2017: os promotores de Justiça João Geraldo Carneiro Barbosa, Amadeus Lopes Ferreira, Aacute;drio Nobre Leite, Carlos Romero Lauria Paulo Neto, Bertrand de Araújo Asfora e Antônio Hortêncio Rocha Neto.

O debate, uma iniciativa da APMP, que tem como presidente o promotor de Justiça Francisco Bergson Gomes Formiga Barros, foi organizado por uma comissão especial composta pelos promotores de Justiça Márcio Gondim do Nascimento, Stoessel Wanderley de Sousa Neto e Leonardo Quintans Coutinho. O radialista e cerimonialista Gilson Ricardo foi o mediador do debate.

Com três horas de duração (das 9h15 às 12h15), o debate foi dividido em quatro blocos, sendo que o primeiro foi utilizado pelos candidatos para as apresentações pessoais e das principais linhas de suas campanhas e possíveis futuras gestões. Já o quarto (e último) bloco foi destinado para as considerações finais dos pretendentes à lista tríplice de procurador-geral de Justiça.

O segundo e terceiro blocos foram os mais movimentados do debate. No segundo, todos os seis candidatos responderam cada uma das mesmas seis perguntas formuladas pela plateia do evento (procuradores e promotores) e pela comissão organizadora (sendo quatro oriundas da plateia e duas da comissão). Diversos temas foram abordados, com destaque para a elevação de entrância e promotorias de difícil provimento; pagamento de diárias e auxílios alimentação e saúde; meritocracia na ocupação de cargos da administração superior; e o quadro de servidores e assessores de promotores.

Ainda no segundo bloco, os candidatos trataram acerca dos critérios para remoção e promoção dos promotores de Justiça por meio de merecimento e a aferição dos pontos de avaliação; e a realização de concurso para ingresso de novos membros na instituição. Já no terceiro bloco, os candidatos puderam, por meio de sorteio, fazer perguntas entre si.

Todos os concorrentes parabenizaram a APMP pela iniciativa de realizar o debate. “Eacute; um momento histórico e estamos dando a nossa contribuição para a instituição e para a classe”, resumiu o presidente Francisco Bergson.

A eleição ocorrerá nesta quarta-feira (29), no Auditório Procurador de Justiça Edgardo Ferreira Soares, no edifício-sede da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), na capital paraibana, das 8h às 16h. A apuração ocorrerá assim que terminar o pleito.

Veja também ...